terça-feira, 2 de agosto de 2016

São Paulo em setembro tem Oficina da Boneca Waldorf - Brincar para Viver

Espaço Paraíso
convida
Oficina da Boneca Waldorf
Dias 10 e 11 de setembro de 2016
A construção da Boneca Waldorf e o ambiente do brincar

Horário:
Sábado das 8h30 às 18h30
Domingo das 8h30 às 16h30

Local:
Espaço Paraíso
 AO LADO DA ESTAÇÃO PARAÍSO DO METRÔ
Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 432 – sala 51 Metrô Paraíso – Veja mapa

Investimento:
540 reais 
Até 21 de agosto 
Após essa data, 590 reais
 com apostila, moldes, lanches e certificado.

Em até 4 vezes no cheque.
Ou no cartão, pelo Pagseguro em quantas vezes preferir.
Para pagar com cartão, clique aqui

Não deixe de fazer por motivos financeiros, entre em contato para organizarmos.

Informações e inscrições:
Fone/Whatsapp: 32 99113 1748


Programa:
A Oficina da Boneca Waldorf organiza-se igualmente nestas três instâncias: conceitual, atitudinal e procedimental. 
Conceitual:
- compreender a Boneca Waldorf como promotora de um brincar saudável, importante na formação social do futuro adulto; entender o significado dos materiais e da forma da boneca inspirada na educação estética-ecológica Waldorf;
Atitudinal:
- inspirar novos modos de pensar e  lidar com a infância, investindo no brincar livre como salutogênese;
Procedimental:
- confeccionar uma boneca de 35 cm em lã de carneiro e algodão.
Facilitadora:
Profa. Dra. Nina Veiga
Sobre Nina Veiga:
Ana Lygia Vieira Schil da [Nina] Veiga, doutora em educação é escritora e educadora Waldorf, com oficinas e workshops ministrados em diversos países e no Brasil. Há mais de vinte anos, em seu atelier pedagógico-terapêutico, além de peças e instalações na arte do fio, cria brinquedos inspirados no conhecimento antroposófico, levando em conta a imagem ampliada do ser humano e as necessidades da criança contemporânea. Valoriza o trabalho das mãos em contato com materiais e concepções que possibilitem a composição de uma ética, de uma estética e uma política que promova a vida de qualidade. Mestre em Cultura e Linguagem e psicopedagoga artística, doutorou-se pela Universidade Federal de Juiz de Fora e Universidade de Lisboa. É investigadora das artes-manuais no IELT, Instituto de Estudos de Literatura Tradicional, da Universidade Nova de Lisboa. Desenvolve trabalhos de formação pessoal e oferece suporte a bonequeiras que queiram se tornar profissionais no Brasil e no exterior. Suas oficinas associam o saber teórico-conceitual, o ativismo social pela infância e pelo brincar às artes manuais como modo de existir e ação de sustentabilidade planetária.

Conheça mais:





sexta-feira, 8 de julho de 2016

Jardim das Borboletas tem Oficina da Boneca Waldorf

Jardim das Borboletas
convida
Oficina da Boneca Waldorf
Dias 1 e 2 de outubro de 2016
A construção da Boneca Waldorf e o ambiente do brincar

Horário:
Sábado das 8h30 às 18h30
Domingo das 8h30 às 16h30

 Local:

Endereço:
Rua Ossian Terceiro Teles 493, São Paulo

Investimento:
540 reais 

 com apostila, moldes e certificado.

Lanche coletivo: traga uma gostosura para compartilhar.

Em até 4 vezes no cheque.
Ou no cartão, pelo Pagseguro em quantas vezes preferir.
Para pagar com cartão, clique aqui

Não deixe de fazer por motivos financeiros, entre em contato para organizarmos.

Informações e inscrições:
Fone/Whatsapp: 32 99113 1748


Programa:
A Oficina da Boneca Waldorf organiza-se igualmente nestas três instâncias: conceitual, atitudinal e procedimental. 
Conceitual:
- compreender a Boneca Waldorf como promotora de um brincar saudável, importante na formação social do futuro adulto; entender o significado dos materiais e da forma da boneca inspirada na educação estética-ecológica Waldorf;
Atitudinal:
- inspirar novos modos de pensar e  lidar com a infância, investindo no brincar livre como salutogênese;
Procedimental:
- confeccionar uma boneca de 35 cm em lã de carneiro e algodão.
Facilitadora:
Profa. Dra. Nina Veiga
Sobre Nina Veiga:
Ana Lygia Vieira Schil da [Nina] Veiga, doutora em educação é escritora e educadora Waldorf, com oficinas e workshops ministrados em diversos países e no Brasil. Há mais de vinte anos, em seu atelier pedagógico-terapêutico, além de peças e instalações na arte do fio, cria brinquedos inspirados no conhecimento antroposófico, levando em conta a imagem ampliada do ser humano e as necessidades da criança contemporânea. Valoriza o trabalho das mãos em contato com materiais e concepções que possibilitem a composição de uma ética, de uma estética e uma política que promova a vida de qualidade. Mestre em Cultura e Linguagem e psicopedagoga artística, doutorou-se pela Universidade Federal de Juiz de Fora e Universidade de Lisboa. É investigadora das artes-manuais no IELT, Instituto de Estudos de Literatura Tradicional, da Universidade Nova de Lisboa. Desenvolve trabalhos de formação pessoal e oferece suporte a bonequeiras que queiram se tornar profissionais no Brasil e no exterior. Suas oficinas associam o saber teórico-conceitual, o ativismo social pela infância e pelo brincar às artes manuais como modo de existir e ação de sustentabilidade planetária.

Conheça mais: